Comete um imenso erro quem acredita que o empoderamento feminino só existe no sertanejo atual ou no rock de Rita Lee, Cássia Eller ou Pitty. Para o bem da música brasileira, a cena hip hop também é formada por várias mulheres que fazem música de responsa e com letras conscientes. Como forma de respeito ao som das minas, nós listamos aqui 3 cantoras para você conhecer a força do rap feito por mulheres. ? ?

Lurdez da Luz – Caleidoscópio sonoro

Ela é Mc, cantora e compositora. Brilhando nos palcos desde o ano 2000, Lurdez da Luz fez parte do grupo Mamelo Sound System e já participou de vários shows importantes. Com muito bom gosto, Lurdez faz um som que mistura hip hop, pop, MPB, samba e tudo que é música boa!

Lançado em 2014 e de forma independente, o álbum Gana Pelo Bang é o trabalho mais recente da artista. “Quis expressar a sonoridade do que é feito agora, nos dias de hoje nas quebradas da onde eu venho e por onde ando,” define.

BellaDona – A 1000 por hora!

Na caminhada desde 2004, a rapper Taty BellaDona e a Dj Janna rimam sobre o cotidiano do subúrbio brasileiro. Apostando na diversificação, a dupla brasiliense faz um som que percorre os estilos gangsta rap, dirty south, crunk e bass.

A mina que você mais respeita

BellaDona é força feminina no rap (Imagem: Facebook)

Lançado em 2016, o disco A Flor da Pele apresenta uma linguagem musical autêntica. Tanto nas letras quanto nos arranjos, as músicas exalam adrenalina e sentimento. O som da BellaDona é indicado para dançar com o corpo e com a mente.

Priscilla Feniks – A voz da consciência

Como o rap é um estilo de música que surgiu como forma de protesto, sempre teremos artistas pensando no lado ativista da arte. Em seu ótimo trabalho, a gaúcha Priscilla Feniks apresenta a visão feminina das ruas com sua poesia e ritmos marcantes.

Em seu trabalho de estreia, o álbum Só A Gente Sabe, a artista explica que “a ideia geral é mostrar um pouco do universo (ou olhar) feminino da rua e da cultura urbana, porque lugar de mulher é onde ela quiser: nas rodas de break, no graffiti, nas rodas de improviso”.

Bem daora o som dessas minas, né não? Se você curte rap, o Palco MP3 tem mais de 96 mil músicas para você ouvir a rodo! Algumas, inclusive, você pode até baixar de graça! Cola aqui, pois é tudo nosso!