Pensa num cara que carrega boas vibrações até nome. Sim, esse cara é o Jorginho Sorriso! Estamos falando de um artista que transborda simpatia e coisas boas, amigo leitor.

No meio do rolê de lançamento da música “Se Não For Amor” (feat. Suel), o Jorginho trocou uma ideia bem top com o Blog do Palco MP3. Se liga no gingado desse bom baiano!

1. Você é baiano de berço, mas vive em Santa Catarina. Que tipo de valor essa vivência fora do “eixo” traz para seu pagode?

Oh, minha Bahia! Terra boa de viver! 😍 Tudo começou quando eu fazia parte da duplaSorriso Junior”. Como antes nosso empresario era daqui [SC], e na época o nosso segmento não era tão forte na nossa terra, ele resolveu manter a base aqui. Depois do término da banda, eu agora faço toda correria de escolha do repertório e até fecho show. Mas ainda quero poder tocar na minha terra natal. Mas tudo se resume no posicionamento que o pagode tem aqui.

2. Como surgiu a ideia de fazer um feat. com Suel?

A ideia surgiu de um amigo meu, o Roberto Firmino, que me ajudou a escrever a música e perguntou o que eu achava do Suel participar de uma música comigo. Eu falei que iria amar ter a energia dele no meu novo CD, até porque, ele é um cara que respeito e admiro desde sempre. No pagode, ele é uma referência.

Pensa num feat sensa? (Divulgação)

3. Tem alguém com quem você gostaria de cantar, mas ainda não rolou?

Nossa, são tantos! Vai do Djavan ao Alexandre Pires, mas um dia irei realizar o sonho de dividir una música com todos… Se não todos, boa parte deles.

4. A letra de “Se Não For Amor” foi inspirada em algum capítulo de sua história?

A ideia inicial foi do meu amigo Firmino. Eu aos poucos fui amadurecendo a ideia e compartilhando com ele. Mas foi uma história de amor imaginada… Que teve uma pitada dos nossos relacionamentos.

5. O Brasil inteiro quer saber, Jorginho: se não for amor é o que?

Só pode ser amor! E ainda não inventaram nada melhor… Existe várias formas de amor, mas todas elas estão conectadas a um lindo lance que move montanhas e ultrapassa barreiras. Amar é mágico.