Fala, amante da música! Se você é daqueles que adoram conhecer os bastidores das canções de sucesso, o artigo de hoje é um prato cheio. Aqui, vamos contar todas as curiosidades que envolvem o hit “Tem Cabaré essa Noite”.

Olha só: você sabia que a faixa é uma releitura de uma composição internacional e estava “esquecida” até viralizar durante as festividades de São João em 2022? Pois é! 

Portanto, chega de delongas, pois sabemos que você está morrendo de curiosidade. Bora ao que interessa!

A curiosa história do hit “Tem Cabaré essa Noite”

Primeiramente, é preciso saber que “Tem Cabaré essa Noite” é uma versão de “Te Robaré”, música originalmente lançada em 2013 por Prince Royce, cantor americano de origem dominicana.

Assim, a gravação original é um dos principais sucessos da carreira do artista, com centenas de milhões de plays nas plataformas digitais. A letra fala sobre uma fuga motivada por uma paixão proibida. Foi daí que veio a frase “te robaré esta noche”, cantada no refrão.

Em seguida, confira um trecho do clipe de “Te Robaré”, de Prince Royce:

Primeira versão nacional veio da Bahia

Você conhece Flavinho Kadet? Bom, ele é um compositor baiano renomado, autor de muitos sucessos que tocaram nas rádios do país. Por exemplo, foi ele que escreveu o hit “Arranhão”, que bombou nas vozes de Henrique e Juliano.

De acordo com informações do G1, no começo de 2019, Kadet estava no estúdio trabalhando em novas músicas, quando teve a ideia de fazer uma releitura de “Te Robaré”. 

Ele escutou a canção de Prince Royce o dia todo, até que surgiu a inspiração –  e pronto! A versão nacional em formato de arrocha estava pronta depois de apenas 15 minutos. 

Na época, a faixa foi lançada em um de seus projetos musicais, a dupla Guto e Flavinho. Embora tenha alcançado bons números no início, a música não se manteve nas paradas de sucesso e, de certa forma, ficou “esquecida”.

Abaixo, você pode ouvir como ficou a primeira gravação nacional de “Tem Cabaré essa Noite”, lançada em 2019 por Guto e Flavinho:

“Tem Cabaré essa Noite” ganha ritmo de lambada

Ao ouvir o registro de Guto e Flavinho nas rádios da Bahia, o cantor Nivaldo Marques não ficou indiferente, pelo contrário. A letra e a melodia grudaram na cabeça do artista, que viu potencial para uma versão própria.

Nesse contexto, entrou em cena o empresário de Nivaldo, Igor Serra Preta. Ele já conhecia Flavinho Kadet de outros carnavais e logo fez o meio-campo entre os músicos. Por fim, o direito de exclusividade para Nivaldo saiu por um preço simbólico. 

Então, o “Rei do Lambadão”, como ele é conhecido, tratou de bolar uma versão com a sua cara e a lançou ainda em 2019. Dois anos depois, quando os eventos retornaram após o pico da pandemia, ele tratou de fazer uma nova divulgação de “Tem Cabaré essa Noite”.

Dessa forma, a versão em lambada, que ficou mais curta do que a de Guto e Flavinho, começou a ganhar destaque nas redes sociais. 

O toque que faltava para o sucesso nacional

“Ui, Ai”. Esse foi o toque de mestre que fez “Tem Cabaré essa Noite” estourar em 2022 durante a época de São João. O autor da façanha? Nattan, uma das grandes revelações do forró.

O artista fez muitos shows em festas juninas, sendo que “Tem Cabaré essa Noite” era um dos pontos altos do repertório. Assim, Nattanzinho percebeu que a brincadeira “Ui, Ai”, que adicionava ao refrão, levava o público à loucura. Não demorou para que o toque espontâneo também ganhasse repercussão nas mídias sociais.

Então, Nivaldo e Nattan lançaram juntos um clipe para a nova gravação de “Tem Cabaré essa Noite”, que já acumula mais de 25 milhões de visualizações e figurou entre as mais tocadas do Brasil.

Dessa forma, outros artistas adicionaram a canção a seus shows, incluindo nomes como Leonardo, João Gomes, Gusttavo Lima e a dupla Bruno e Marrone.

Sobre os direitos autorais de “Tem Cabaré essa Noite”

Foi dessa maneira que “Tem Cabaré essa Noite” levou – e ainda tem levado – alegria a milhões de brasileiros. Porém, você pode estar se perguntando: “Afinal, como ficaram os direitos autorais da canção”?

Versões de músicas internacionais são comuns em vários gêneros, como rock, forró e gospel, entre outros. Logicamente, os autores originais não podem ficar de mãos abanando. 

Por isso, Flavinho Kadet, que atualmente figura como único compositor de “Tem Cabaré essa Noite”, congelou os valores recebidos pela faixa desde o ano de 2019. Assim, ele pretende fazer um acordo com os compositores da música de Prince Royce para repassar o que for devido.

Ao mesmo tempo, Flavinho não planeja pedir mais dinheiro ao empresário de Nivaldo Marques, mesmo que o direito de exclusividade tenha sido vendido por um preço abaixo do praticado no mercado.

Curta mais hits no Palco MP3

Definitivamente, é muito bacana a história do sucesso musical “Tem Cabaré essa Noite”, não é mesmo? Afinal, a faixa nasceu a partir de um cantor americano de origem dominicana, teve algumas versões em português, mas só foi bombar de vez no Brasil durante o São João de 2022. Ufa!

Uma vez que você foi inspirado por essa história, que tal ouvir outras canções na mesma pegada? Nesse contexto, você pode conferir lançamentos do arrocha, lambada e outros estilos lá no Palco MP3. É música boa que não acaba mais, nós garantimos! Baixe o app: Android ou iOs.

Enfim, ficamos por aqui. Até a próxima, grande abraço!