Desde que o rock existe no Brasil, em meados da década de 1950, a cena de rock que acontece no Rio Grande Sul está entre as mais frutíferas. Em pleno século XXI, apesar dos deslizes do mercado, a turma lá continua exportando bandas incrivelmente talentosas.

No texto de hoje, vou te aplicar o trabalho de três artistas gaúchos que só fazem enobrecer a novíssima música brasileira. Prepare aí seus fones de ouvido, se ajeite na poltrona e aproveite a riqueza sonora dessa gurizada.

Paulo Inchauspe

Paulo Inchauspe é um dos expoentes da cena independente gaúcha

Paulo Inchauspe (Foto/Divulgação)

Músico, produtor e radialista, Paulo Inchauspe nasceu na fronteira do Rio Grande do Sul como Uruguai, ou seja, ele é um quase doble chapa. Já fez parte da banda da cantora Izmália e lançou um disco com a Banda ManiMani, em 2014, junto com o saudoso Luciano Leindecker e Caio Girardi – ícones da cena independente gaúcha.

Apesar de beber nas fontes do rock brasileiro dos anos 80, o som desse cara também encorpora elementos acústicos do folk pop que tem feito a cabeça da juventude brasileira. As letras são adultas e apostam nas temáticas existências que fazem parte da sua, da minha e da vida de todo mundo. É bem fácil ouvir as canções pensar: “essa tu fez pra mim, tchê”!

Voando em carreira solo, Inchauspe já lançou um EP e dois singles, incluindo a faixa Hey João. Dê o play e confira a beleza do clipe desta canção:

Edu Gamba

Edu Gamba é uma das revelações do rock gaúcho

Edu Gamba (Divulgação)

Natural de Porto Alegre, o experiente Edu Gamba já tocou e gravou com as bandas Cogumelo Plutão, Mutuca, Júpiter Maçã e Tchê Gomes. Atuando como artista solo e independente, no ano de 2019, ele lançou o disco Sete Vidas.

O som mescla rock inglês, pop rock brasileiro e bastante temperos acústicos. As letras passeiam entre temas cotidianos e visão positiva das coisas. E nessa jornada de cantar sobre o contraste entre a luz e a escuridão, Edu é praticamente um herdeiro da poesia de Nando Reis e Leoni.

Os Danadões

Os Danadões, duo de rock e comédia

Os Danadões (Divulgação)

Formado por Robson Almeida e Marcelo Astiazara, o duo Danadões está na estrada desde 2012. A proposta deles é fazer um trabalho que celebra a amizade, o amor e o lúdico. Guardadas as devidas proporções, os caras meio que resgatam a onda bem humorada da icônico espetáculo Tangos & Tragédias.

As influências vão do rock dos anos 60 à música tradicionalista gaúcha, misturando-se com bom humor e romantismo. Eles gostam bastante dos violões, mas funcionam muito bem se plugados em alta voltagem. Com uma discografia interessante na bagagem, esses guris fazem músicas que precisam estar nas melhores festas e playlists que priorizam o que há de melhor na novíssima música brasileira.

Curtiu o som dessa galera? Sinceramente, não me canso de ouvir! E já que tudo que é bom precisa ser compartilhado com os demais, o que acha de dar um help na divulgação desses trabalhos? É bem simples: basta compartilhar o link deste post e marcar seus amigos que querem descobrir tesouros do novo rock =)