A novíssima música brasileira é um enorme e valioso terreno a ser desbravado. Felizmente, as padronizações impostas pela indústria, bem como as ações implacáveis do tempo, não são capazes de impedir o despontar de novos talentos.

Neste post, vamos conversar sobre o trabalho de três artistas que enobrecem e revolucionam a música nacional. Tem rock vigoroso, pop sem fronteiras e samba de primeira “catigoria”.

Para embarcar nessa viagem sonora, só precisamos de um bom fone de ouvido! Abra sua mente, respire fundo e tenha boas experiências 🙂

Capitão Nemo – Rock pra quem realmente curte rock

Rock da Capitão Nemo é indicado pra quem realmente curte rock

Capitão Nemo é rock na veia (Divulgação)

Surgida em Piracicaba, interior de São Paulo, a banda Capitão Nemo está na estrada desde 2017. O grupo é formado por Bruno Razera (voz), Caio Mendes (baixo), Denis Floriano (guitarra) e Matheus Fagionato (guitarra) e Otávio Bacchin (batera).

Transitando entre o passado e o presente do rock, a banda cita Zeppelin, Sabbath, Rival Sons e Greta Van Fleet como influências.

O disco de estreia, o ótimo Bon Voyage, foi lançado em 2017. Neste 2019, o quinteto lançou o EP “Não Nasci Pra Ser o Mesmo”. O som é vigoroso, bem produzido e definido. As letras em português, no entanto, mantém os pés do quinteto no rock brasileiro.

Dê o play e curta uma banda de rock indicada pra quem gosta de rock!

MIC – O pop japonês encontra a música brasileira

Parceria de MIC com Rappin' Hood já é sucesso

MIC fechou o bonde com a música brasileira (Divulgação)

Natural de Nagóia, uma das províncias do Japão, a cantora japonesa MIC, sempre teve a música como sua grande paixão. Depois de alguns anos cantando em alguns grupos locais, ele decidiu se mudar para Tokyo para viver seu sonho.

Seus dois primeiros trabalhos, tiveram uma receptividade muito positiva, sendo seu primeiro single, a faixa  “Aurora”, elaborado para um comercial de televisão e exibido em rede nacional no Japão. Por sua vez, a faixa “Do” também trouxe o nome da artista para os holofotes.

Dê o play e confira o vídeo da versão piano/voz da canção:

No final do ano de 2017, MIC conheceu o brasileiro radicado em Tokyo Renato Iwai, produtor musical com quem vem trabalhando desde então. Iwai inclusive assina as produções das faixas citadas acima.

MIC e Rappin' Hood deixam claro que a música não tem fronteiras

Pop japonês encontra rap brasileiro (Divulgação)

Em abril de 2019, o pop da artista japonesa encontrou com o rap do  brasileiro Rappin’ Hood. A conexão rolou no single “Try”, cuja letra é cantada nos idiomas dos artistas participantes. É, no mínimo, gratificante testemunhar a era da música sem fronteiras”.

Erminho Rabelo – Samba em estado de graça

Samba de Erminho Rabelo é cheio de ótimas referências

Erminho Rabelo enobrece o samba (Divulgação)

Ele é cantor, compositor e músico. Cria da Zona Sul da cidade de São Paulo, o popular Erminho Rabelo estudou na “Universidade Livre de Música Tom Jobim” e trabalhou com Almir Guineto e Luiz Ayrão.

Durante 8 anos, fez parte da Comunidade Pagode da 27. Em 2019, Erminho lançou o EP “Lá Vai o Brasil” e também o disco “Grajaú”, cujo título é uma homenagem ao bairro onde o artista cresceu.

Apostando em músicas autorais, Erminho desponta como guardião do samba. As canções materializam todas as boas referências que o artista colheu ao longo de tantos anos caminhando ao lado de bambas e pagodeiros raiz.

Curtiu os trabalhos acima, amigo leitor? Saiba que assim como você, a gente aqui do Palco MP3 aplaude e valoriza a cena independente. E para fortalecemos ainda mais a divulgação dessa galera, nós precisamos de seu help. É bem simples: basta você divulgar o link deste post aí nas suas redes sociais. Juntos, nós conseguimos fazer a boa música alçar voos cada vez mais altos 😉