Você é um artista independente que pretende gravar suas músicas? Ou mesmo já gravou, mas está inseguro quanto ao resultado? Em primeiro lugar, fique tranquilo, pois estamos aqui para te ajudar — este artigo especial responderá em detalhes à pergunta “como saber se minha música está bem gravada?”. 

Antes de mais nada, é importante deixar claro que a etapa de gravação é mágica e deve ser prazerosa ao artista. Nesse sentido, mesmo que haja insegurança em relação ao processo, é essencial que o músico desfrute de cada momento. Afinal, não é todo dia que registramos uma composição para a eternidade, não é mesmo? 

Então, vamos lá: se ajeite na cadeira, respire fundo e mergulhe com a gente nesse maravilhoso mundo da gravação musical!

Cada etapa do processo é importante 

Com o objetivo de facilitar a compreensão e dar dicas para você descobrir se sua música está bem gravada, pontuamos a seguir alguns aspectos cruciais para uma boa gravação musical. Tanto faz se você contratou um estúdio para produzir a sua gravação ou se está fazendo por conta própria: todas as etapas abaixo devem ser realizadas corretamente para que o resultado seja de qualidade.

Composição e arranjo

Lembre-se de que a composição em si é o item mais importante de todos. Então, de nada adianta gravar em um estúdio profissional, por exemplo, se as músicas não estão bem trabalhadas, pois o resultado estará comprometido desde o início. Boas gravações começam com boas composições. Por isso, tenha autocrítica e se pergunte: minha música está passando a mensagem que precisa? Eu me emociono ao tocá-la? Está bem estruturada? Há erros na letra? Os arranjos são criativos? 

Se você puder contar com um produtor musical nessa etapa de avaliação do repertório, ótimo. No entanto, sabemos que nem todos os artistas podem pagar por isso. Dessa forma, é crucial fazer uma avaliação honesta. Aproveite e toque sua música para alguns amigos e peça sinceridade na opinião deles. Quando você tiver a certeza de que as suas composições não têm mais o que melhorar, então é hora de gravar!

Gravação e edição

Seja em um estúdio profissional totalmente equipado ou em seu quarto com um simples computador, tenha em mente que os músicos devem estar devidamente preparados para gravar. Por isso, treine muito antes do dia da gravação do seu single, EP ou álbum, até porque é absolutamente normal ficar nervoso quando o botão REC é apertado. Resumindo, você deve conseguir tocar e cantar no tempo certo, de forma limpa e articulada, com um bom timbre. 

Devido à facilidade fornecida pela tecnologia de gravação atual, muitos músicos executam suas partes de qualquer jeito e deixam para corrigir na etapa de edição, mas isso é um erro. Grave da melhor forma possível. A edição, então, ajustará detalhes para melhorar ainda mais o resultado, deixando os instrumentos em perfeita sincronia e corrigindo pequenos deslizes de afinação, por exemplo.

Mixagem e masterização

Todos os músicos deram o melhor na etapa de gravação? Ok, então agora é hora da mixagem, a arte de mesclar os diferentes instrumentos para que soem de forma harmoniosa, como uma coisa só. 

Geralmente, uma boa mixagem conta com os seguintes aspectos essenciais:

  • É possível ouvir todos os instrumentos em equilíbrio;
  • A bateria e o baixo tornam a música pulsante;
  • A voz está clara e nítida.

Se a sua música apresenta essas qualidades, é um ótimo sinal de que está bem gravada e mixada. Em seguida, o processo de masterização fará as adequações finais para que a canção seja compatível com variados dispositivos de reprodução e competitiva com a sonoridade de músicas de outros artistas.

Afinal, como saber se minha música está bem gravada?

Se você seguiu nosso passo-a-passo até aqui, está no caminho certo. A seguir, preparamos uma pequena lista de testes práticos para você ter a certeza de que sua música está bem gravada. Vamos lá:

Sinta a música

Música é emoção, portanto ponha seus fones, feche os olhos e apenas ouça sua gravação. Se você se emocionar, balançar a cabeça e curtir a música, bingo! Ela está cumprindo a função para que foi criada. Caso você não consiga curtir a audição porque alguns aspectos da gravação estão incomodando, fique alerta, pois talvez a sua música não esteja bem gravada ou mixada.

Compare a sua gravação com referências

Após ouvir a sua música, toque canções de outros artistas que tenham um estilo parecido. Logicamente, haverá diferenças, mas elas não podem ser drásticas. Por exemplo: se a sua gravação soou muito estridente comparando com várias referências, é sinal de que algo está errado. Caso a sua música esteja em uma padrão similar, tanto em volume quanto em equalização, comemore, pois é mais um indicador de que a gravação foi bem-sucedida. 

Ouça a música em diferentes dispositivos

Por fim, uma música bem gravada, mixada e masterizada soa bem em qualquer lugar. Não importa se é no fone de ouvido, no celular, na televisão, no carro, na caixa bluetooth… A regra é clara: se a sua música soa bem em vários aparelhos sonoros diferentes, tenha a certeza de que foi produzida da maneira correta.

Enfim, dê o próximo passo

Uma vez que sua música está bem gravada, agora é a hora de lançar e divulgar o seu trabalho! Usar as mídias sociais a seu favor, produzir clipes, marcar shows e por aí vai. Nesse sentido, confira os artigos de dicas de carreira disponíveis aqui no blog do Palco MP3. Há muito material interessante e de fácil entendimento que vai ajudar a sua carreira artística a se tornar um verdadeiro sucesso! 

Hoje, ficamos por aqui. Esperamos que tenham curtido o tema deste artigo. Até breve, um abraço e boas gravações!