No campo da música, o release é um comunicado destinado aos meios de comunicação e profissionais da indústria fonográfica. Se você, como artista, vai fazer algum show ou algum tipo de lançamento (álbum, DVD, single, clipe, etc), é recomendado enviar um release para que a comunidade musical se intere sobre o assunto.

Como o release é uma das formas de apresentar seu trabalho, você deve ter em mente a ideia de que deve fazer um texto bem bacana. Porém, um release bem feito pode não ser tão fácil quanto parece. Pensando nisso, nós selecionamos algumas dicas para que você escreva um comunicado eficaz e consiga atrair a atenção das pessoas que possam colaborar com a divulgação de seu material.

Itens que não podem ficar de fora de seu release

Título: é 100% indispensável e deve ser o mesmo usado no campo “assunto do e-mail”! Lembre-se de criar um título que seja direto, impactante e suficientemente chamativo para que a pessoa que receber seu release tenha motivos para continuar lendo. “Banda Tal apresenta o melhor do pop rock” é uma chamada burocrática. “Banda Tal passeia pelas décadas de ouro do pop rock” ou “Banda Tal resgata veia politizada do rock” são exemplos que aumentam as chances do release ser lido.

Subtítulo pode ajudar, mas não é obrigatório.

Contatos: por incrível que pareça, muita gente se esquece de colocar essa preciosa informação no release! Você pode estar pensando: “ah, mas tô enviando por e-mail e basta o cara que recebeu me responder”. Ok, seu pensamento não é errado. Porém, há profissionais da indústria que preferem tratar as coisas por telefone e nem sempre têm tempo para responder aos milhares de e-mails que recebem. Por isso, no final de seu release, informe todos os números de contatos, bem como os links de suas redes sociais, já que as redes são indicadores para que as pessoas possam conhecer um pouco da relação de sua banda com o público, e do seu site – caso você tiver.

É fundamental informar todos os canais de contato do artista (Imagem/Internet)

Foto: a sua imagem é o primeiro passo para apresentar o seu trabalho aos profissionais do ramo. Por isso, seu release deve ter fotos bem produzidas e atualizadas. Não é legal enviar a foto que a banda tirou no primeiro ensaio, não é mesmo? Se você precisar de algumas dicas para fazer umas fotos legais, dá uma olhadinha neste post que fizemos sobre o assunto! Lembre-se de colocar link para downloads das fotos em qualidade alta.

Estrutura dos parágrafos

1º parágrafo: é a hora de fazer aquela apresentação de tirar o fôlego! Para isso, você deve montar uma frase que responda às clássicas perguntas: o quê, quem, quando, quanto e onde.

2º parágrafo: é o momento de contar a história da banda! Ao contar a trajetória artística, lembre-se de citar somente os acontecimentos mais importantes. Você pode citar os shows como abertura para bandas renomadas e apresentações em festivais, participações vitoriosas em concursos, presença em programas de TV de relevância, produções que já usaram suas músicas como trilha, entre outros feitos. Procure mostrar quais fatos fazem sua banda ser única!

Importante: cuidado com o uso de adjetivos. Dizer, por exemplo, que a banda “é a melhor surgida na cena atual”, inevitavelmente soará com tons de prepotência.

3º parágrafo: nesta etapa, você vai discorrer sobre o produto que motiva o envio do release. Se for sobre um show, você deve mostrar por que essa apresentação é um evento especial e único a ponto de valer os esforços de uma cobertura por parte de algum veículo. Se for sobre o lançamento de um novo disco, suas palavras devem apresentar os atributos diferenciais do álbum, ou seja, você deve instigar a audição.

Encerramento: este é o espaço para outras informações interessantes. Se o leitor chegou até o final de seu texto, é sinal de que o release cumpriu o seu papel! Para escrever a parte final, você não pode deixar de lado o propósito do comunicado. Se for sobre o lançamento de um álbum, você pode citar os singles e clipes já lançados ou o desempenho do material junto à audiência. Se for sobre show, você deve aproveitar o momento para reforçar que o show é bom e deve ser visto ou contratado!

Cinco errinhos que você deve evitar:

Mentira: se mentir no ciclo social já é um atraso de vida, imagina mentir nos assuntos profissionais? Mencionar shows, parcerias ou quaisquer outras atividades que nunca existiram é uma das atitudes que mais podem arruinar a sua carreira. Citar influências que não são perceptíveis em seu trabalho só pra ‘ficar bem na fita’ também é um péssimo negócio! Lembre-se de que a pessoa que ouvir o seu som pode ficar com a sensação de propaganda enganosa e acabar desistindo de dar uma impulsionada na sua carreira.

A mentira pode arruinar o seu release (Imagem/Internet)

Informação aleatória: lembre-se de que o release é para apresentar o seu trabalho! Por isso, mencionar que um dos integrantes da banda também joga golfe é uma informação tão útil quanto uma garrafa para estocar vento. Em um texto de apresentação bacana, o ideal é manter o foco nas informações que dizem respeito ao trabalho artístico.   

Enrolação: se “2 + 2 = 4”, pra que dizer que “4 é igual a raiz quadrada de 16, multiplicado por 1 + 0”? Encher seu release com frases de efeito desprovidas de sentido só pra ter um ‘textão’ de apresentação é perda de tempo. Lembre-se de que é mais proveitoso ter um release conciso e direto, com 2 parágrafos, por exemplo, do que uma lauda que começa do nada e vai para o lugar nenhum.

Má formatação: uma leitura sem quebra de linhas é embolada, confusa e induz o leitor ao erro de interpretação. Por isso, lembre-se de dividir os assuntos em parágrafos e procure usar frases curtas, pois elas facilitam a compreensão do texto. Caixa alta é algo que você deve banir, porque, na linguagem usada na internet, esse tipo de escrita indica que a pessoa está gritando. Você não quer que um contratante pense que você exige o agendamento de um show, não é mesmo?

Linguagem inadequada: quem recebe seu release é um profissional da comunicação, da indústria do entretenimento, ou do meio fonográfico. Por mais que essas pessoas sejam simpáticas e/ou tenham a sua admiração, elas não são necessariamente próximas a você. Dessa forma, procure moderar o uso da linguagem coloquial e evite ao máximo fazer uso de gírias, palavras de baixo calão, ditados populares, entre outras coisas.

Bônus: erros de digitação e de pontuação!

Pequenos erros de digitação e de pontuação são tão comuns quanto a luz do dia. O problema, no entanto, é quando os errinhos passam batido, ou seja, não são corrigidos e chegam aos olhos do público. Por isso, antes de distribuir o seu release, conte com a revisão de alguém que você confie. Se você não se sentir à vontade com as palavras, é recomendável que você busque alguma orientação com aquele colega que mandava bem nas aulas de redação!

Ok! E na prática? Como funciona?

A seguir, um exemplo de um release redigido para divulgar um show. As informações são 100% fictícias!

—————————————————————————————————————————————————

Com banquinhos, violões e rock and roll, banda XYZ mostra novo show no Music Hall

A banda XYZ, de Uberlândia, chega com seu novo show à capital mineira. A apresentação vai acontecer no Music Hall, no dia 20 de outubro, a partir das 22h. Com 10 anos de carreira, Fulano (guitarra/voz), Cicrano (baixo/voz) e Beltrano (bateria) estão em turnê de divulgação de seu disco Acústico.   

O álbum desplugado da XYZ foi gravado na London Pub, a principal casa de shows de Uberlândia, em abril de 2017. Em uma noite inspirada, o trio apresentou os grandes sucessos da carreira e reviveu momentos emblemáticos do rock nacional. O ápice da festa foi a participação do músico Roberto Frejat, ex-integrante do Barão Vermelho, que subiu ao palco para tocar violão e dividir os vocais de uma intensa versão da música Ideologia, hit de seu antigo parceiro Cazuza.

Para o show em BH, a banda preparou novidades! Além de tocar o repertório do Acústico,  a XYZ vai fazer uma homenagem especial ao Clube da Esquina, um dos principais movimentos da música brasileira. Para abrilhantar ainda mais o momento, o trio de Uberlândia contará novamente com um convidado surpresa no palco!

Segundo Liminha, um dos principais produtores musicais do Brasil, o show acústico apresentado pela banda XYZ é “um festival para o sentidos. É um verdadeiro deleite para os fãs de rock nacional”.

Serviço: XYZ – Show Acústico

Onde: Music Hall – BH
Quando: 20/10 – a partir das 22h
Quanto: 25 reais (há meia entrada para estudantes)
Informações: 3333-2222

Para saber mais acesse: www.bandaXYZ.com.br
Facebook: www.facebook.com/bandaXYZ | Twitter: www.twitter.com/bandaXYZ
Instagram: www.instagram.com/bandaXYZ  | Youtube: www.youtube.com/bandaXYZ
Palco MP3: www.palcomp3.com/bandaXYZ

Assessoria de imprensa:
Gustavo Morais
gustavo.morais@bandaxyz.com.br
(31)99998-8888 (31)99998-8888

—————————————————————————————————————————————————

Como você viu no exemplo acima, o release deve ser de fácil leitura e sem muitos rodeios. A informação deve ser clara, coerente e concisa. Como o texto foi feito para divulgar um show, as informações sobre a apresentação são imprescindíveis. Veja que no texto:

  • informamos a temática do show;
  • explicamos o que motiva o show;
  • reforçamos que a apresentação será memorável;
  • colocamos um personagem renomado para defender o talento da banda;
  • as palavras negritadas são as palavras chaves do release.

O que não esperar de um release enviado à imprensa?

Os profissionais da comunicação recebem vários releases por dia. Por isso, esteja ciente de que só os mais atraentes serão lidos e utilizados em alguma pauta.

A caixa de entrada de um jornalista está sempre cheia (Reprodução/Internet)

Todavia, há algumas coisinhas de que é bom você estar ciente:

  • Há casos em que o release será publicado conforme você enviou, ou seja, o jornalista não necessariamente fará ajustes no texto;
  • Não ter feedback não quer dizer que não haverá publicação. Evite ficar “cobrando” uma resposta das pessoas para quem você enviou o release. Para evitar desgastes, procure ficar atento às edições físicas e onlines dos veículos para os quaisvocê enviou o material;
  • Nem sempre o release rende entrevista. Entrevista é legal e sempre ajuda a colocar o trabalho em evidência. Porém, por questões editoriais e até mesmo de relevância, não é sempre que os editores acreditam que é hora de entrevistar o artista.  

Sossego e sucesso!

Muito bem, amigo leitor artista! Esperamos que as dicas acima sejam úteis para o seu trabalho. Nosso objetivo é te ajudar a profissionalizar cada vez mais a sua carreira! Desejamos sucesso total!