A carreira musical de Naiara Terra começou ainda na infância, quando ela já se destacava em programas de televisão de alta audiência, como Gente Inocente, da GloboPrograma do Raul Gil, da Record; Sabadaço, da Bandeirantes; e Caderno Teen, da TVE. Aos 19 anos, Naiara foi finalista do Programa Ídolos, do SBT, e teve a oportunidade de se apresentar em diversos programas da emissora.

Talentosa por natureza, ela moldou seu dom artístico na Escola Villa Lobos e fez aulas de canto com Fátima Regina e Tutti Baê. Com um repertório personalizado que passeia pela MPB, bossa nova e internacional, sua interpretação emociona, cativa e proporciona um ambiente especial.

Naiara Terra lança EP Tão Raro

EP de Naiara Terra é a representação musical do amor que pode dar certo (Divulgação)

Além da experiência midiática e acadêmica, a artista já gravou dois CDs. Lançado em abril de 2019, seu trabalho mais recente se chama Tão Raro e tem cinco faixas autorais. As canções transitam entre pop, MPB e são emolduradas pelas boas vibes da pegada acústica. As letras celebram o que há de melhor na vida e funcionam como declarações de amor.

A primeira música de trabalho é a que dá título ao EP. Trata-se de uma ode ao relacionamento apaixonante, desses que só acontecem quando as partes envolvidas emanam perfeita sintonia e boas intenções. Se você quer fisgar o seu crush de uma vez por todas, não perca tempo e envie o link do lyric video abaixo.

O clima romântico continua nas faixas Dependência ou Mania e Me Faz Bem. Sem medo de ser feliz, ambas as canções apostam em letras que escancaram o sentimento de saudades, e a imensa vontade de ficar perto, junto e dentro. Já em Calmaria, o discurso apaixonante nos faz lembrar que “amor à primeira vista” não é coisa só de novela, filme ou qualquer forma de ficção.

Naiara Terra é uma joia da MPB (Foto/Divulgação)

Por fim, mas não menos importante: com o EP Tão Raro, Naiara Terra mostra que “menos é mais”. Os arranjos são enxutos, sem firulas e em nada peca pelo exagero.

Apesar do uso de uma pequena variedade de instrumentos, as canções não soam de maneira repetitiva. No final das contas, acertadamente, a obra privilegia o timbre angelical e a interpretação quase pueril da artista.

Provavelmente, logo ao término da primeira audição, você sentirá vontade de ouvir o EP novamente e vai querer aprender a cantar junto. Faça isso, pois seus ouvidos precisam ficar íntimos desse talento que só faz enobrecer a novíssima música brasileira.