Ah, a hora de divulgar! Trata-se de um dos momentos fundamentais para o desenvolvimento de uma carreira artística, simples assim. Um passo falso, inevitavelmente, pode trazer consequências catastróficas.

Mas não se preocupe: a intenção do Palco MP3 é ver o seu trabalho sempre na prateleira de cima. Por isso, se ligue nos conselhos que temos para você 😉

No post de hoje, vamos refletir sobre 3 erros que prejudicam a divulgação de um artista independente. Não podemos dar garantias de que o estrelato virá. Porém, estamos convictos de que a listinha abaixo deixará seu trabalho mais sólido, sério e com mais chances de cair no gosto do público.

1. Lançar sem aquecimento

Vivemos a era do “tudo ao mesmo tempo agora”, como diz o rock do Titãs. Nossos dias são conduzidos por uma avalanche de novidades. Nesse bombardeio de coisas novas, a disputa pela atenção das pessoas é um uma corrida desenfreada.

Sendo assim, promover um lançamento ao acaso é “queimar a largada”. Apesar da força das redes sociais e das plataformas de streaming, a viralização nem sempre é garantida. Por isso, antes de lançar um produto [EP, single, clipe, etc], o artista precisa despertar a curiosidade e manter atenção do público e do mercado.

A banda independente precisa estar atenta às demandas do mercado

O artista independente precisa preparar o público e o mercado (Foto/Pexels)

Para ter sucesso nessa função de aquecer o público, o bom senso e a criatividade são fundamentos primordiais. É preciso pensar em estratégias que despertem o interesse, agucem a curiosidade e fortaleçam a imensa vontade de curtir o que está a caminho. O que não pode acontecer, de forma alguma, é você repentinamente soltar um lançamento e esperar que as pessoas comprem a ideia sem saber, de fato, do que se trata.

Se a grana tiver curta, é possível, por exemplo, apresentar trechos do material em lives e stories nas redes sociais, bem como espalhar teasers nos grupos de Whatsapp. Mas se tiver uma verba destinada à divulgação, os posts patrocinados são bem-vindos. Depois de trabalhar nessa divulgação fragmentada por alguns dias, os comentários e interações formarão o termômetro ideal para que você lance a íntegra da obra.

2. Partir para a megalomiania

Pense sobre as situações a seguir:

  • Tocar para grandes plateias;
  • Fazer shows na gringa;
  • Ter a música entre as mais tocadas;
  • Aparecer nos grandes veículos de comunicação;
  • Viver da carreira artística.

Parecem coisas boas de mais para serem verdade, né? A boa notícia é que as aparências nem sempre enganam. Os cinco indicativos de sucesso acima são totalmente possíveis, desde que o artista siga passos leves, seguros e graduais.

O caminho de um artista independente é repleto de ciladas

O artista independente precisa sonhar, mas sempre com os pés nos chão (Foto/Pexels)

O artista independente tende a ser seduzido pela megalomania. Não é raro, por exemplo, uma banda ter pouco tempo de estrada e não vencer a tentação de lançar um álbum cheio ou mesmo um DVD logo de cara. O ideal é fidelizar um público. Para isso, procure lançar uma porção de singles, alguns clipes [melhor investir em um clipe bem produzido do que em 5 lyrics videos “meia boca” ] e depois parta para o mundo mágico dos EPs. Quando o trabalho tiver uma identidade estabelecida, finalmente, chegou a hora de partir para o aguardado trabalho de estreia.

Entre outras vantagens, além de ter tempo para arrecadar os recursos destinados aos investimentos da gravação do álbum completo, os singles e EPs te ajudarão a testar suas composições sob os olhos e ouvidos do seu consumidor final, isto é, aquele grupo de pessoas que vai comprar seus produtos e pagar ingressos para ir ver seus shows.

Para refletir: cinco singles, dois EPs, três clipes e um disco com 11 músicas podem te levar aos grandes palcos. Um álbum cheio, em contrapartida, te garante apenas rotações em alguma playlist.

3. Crer que as ferramentas funcionam sozinhas

Um dos erros capitais que um artista independente comete é o de acreditar que as redes sociais são autossuficientes. O número de curtidas, bem como a quantidade de plays e views nas plataformas de streaming, não são indicativos de que essas ferramentas funcionam sozinhas.

Por isso, você precisa ter em mãos um esquema divulgacional que seja eficiente e eficaz. Para começar, não deixe de adotar a estratégia de marketing digital chamada 4,4,4, isto é, você vai promover os posts de divulgação em 4 dias, 4 horários e com 4 chamadas diferentes em todas as suas redes sociais. Com esse procedimento, o conteúdo atingirá quatro bolhas de usuários diferentes e, consequentemente, levará sua mensagem a um maior número de seguidores.

É preciso traçar estratégis ´para tirar o melhor proveito das redes sociais

As redes sociais não são autossuficientes (Logotipo foto criado por freepik – br.freepik.com)

Outro procedimento que vai melhorar o engajamento e a visibilidade de seus lançamentos é boa prática dos fundamentos que fortalecem e melhoram a reputação digital de sua carreira. Uma vez que seu trabalho de social media é feito com responsabilidade e seriedade, as chances de conseguir boa repercussão são ainda maiores.

Vamos espalhar conhecimento?

Já que chegou até aqui, você certamente percebeu que o lançamento é um rolê bem mais sério do que parece. E já que o papo é desenvolvimento de carreira, aqui na coluna Dicas de Carreira você encontra uma série de conteúdos imprescindíveis para o seu profissionalismo. Que tal, por exemplo, aprender quais são os erros mais cometidos na hora de marcar shows?

Ah, e não se esqueça de compartilhar o link deste post nas suas redes sociais e grupos de WhatsApp voltados para carreira artística. Com sua ajuda, mais nomes da novíssima música brasileira acessarão as dicas que deixarão suas carreiras em níveis cada vez mais superiores 🎼