Quando falamos de hip-hop e brasilidade, o rap brasileiro não poderia ficar de fora. Isso porque ambos os estilos são marcados pela mistura de elementos musicais variados para formar algo tão característico. No caso do rap, um exemplo é o cantor Marcelo D2. Desde 1990, ele une o ritmo ao samba, ao rock e ao reggae para criar músicas incríveis. Mas não pense que para por aí. Outros nomes do nosso cenário que fazem algo parecido são o cantor Gabriel O Pensador, Criolo, Filipe Ret e MC Cabelinho. E aí, ficou curioso ou curiosa para saber mais do hip-hop brasileiro? Confira, a seguir, um conteúdo especial que fizemos sobre o tema.

Conheça 4 nomes que representam hip-hop e brasilidade

Como dito anteriormente, ao falar de hip-hop e brasilidade, tratamos, também, da história do rap no Brasil. Para mostrar um pouco disso, neste conteúdo, vamos apresentar 4 nomes promissores do cenário atual. Esperamos que você goste! Lembrando que a ordem apresentada é apenas ilustrativa.

1. VanMilli

Nascido no Rio de Janeiro, VanMilli é uma das promessas atuais do cenário independente. Em síntese, ele mistura o hip-hop com o rap, brega funk e o funk carioca para criar músicas incríveis. Tanto que uma de suas principais características é, justamente, a versatilidade em estilos e ritmos.

O seu novo lançamento, Everything Brega Funk, é uma ótima amostra disso. A canção, lançada no final de maio, já tem mais de 20 mil visualizações só no YouTube. Ela mostra como hip-hop e brasilidade podem criar juntos uma música envolvente e plural, capaz de ultrapassar barreiras.

Tudo isso porque, para ele, a música é uma forma de contar as suas vivências e claro, de se conectar com o seu público. Como resultado, além do sucesso atual, VanMilli é, também, um dos nossos destaques no Palco MP3 e do cenário independente.

Para você entender do que estamos falando, ele ocupa as primeiras posições no nosso ranking de artistas do cenário carioca. Isso sem falar na sua relevância a nível nacional mesmo tendo uma carreira mais recente. 

Atualmente, já são mais de 10 canções lançadas. Elas já estão disponíveis nos principais agregadores de conteúdo, no YouTube e claro, aqui no Palco também.

2. Lukaz Walker

Outro destaque na nossa lista do cenário independente é o Lukaz Walker. O cantor, compositor e produtor musical mistura rap com piseiro, brega funk e eletrônica em canções envolventes. Com apenas 22 anos, ele já é tido como uma das promessas do cenário mineiro.

Original de Matozinhos, próximo da capital, o rapper canta desde os 11 anos de idade, sendo que o seu primeiro lançamento foi em 2019. Já são mais de 10 originais lançados, mostrando um pouco mais de todo esse talento. O seu single Coração, por exemplo, teve mais de 25 mil reproduções nas plataformas digitais.

No início de junho, ele já ocupa o top 1 artistas do hip-hop e do rap de BH aqui no Palco. Em paralelo a sua atuação nas mídias digitais, ele também participa de outros eventos culturais na região. Por exemplo, o Sarau das Estações em Matozinhos, a Caravana Cultural em Capim Branco, a Parada LGBTQIA+ em São Leopoldo, entre outros.

3. Gabrelú

Gabrelú é uma pessoa não binária e mostra como o rap e a MPB podem se tornar a combinação perfeita. Além da sua batida original, com composições únicas, as suas canções evidenciam como precisamos falar sobre a nossa existência. Tudo isso enquanto refletimos sobre a realidade atual e claro, tratamos da nossa espiritualidade.

Presente no cenário musical desde os 10 anos de idade, em 2020 elu lançou seu mixtape de estreia: Presença. Dentro dele, está a faixa Meta, que fala sobre ancestralidade, raízes e várias outras temáticas essenciais para si.

4. Tamara Franklin

Último nome da nossa lista de hip-hop e brasilidade, Tamara Franklin é mais uma representante do cenário feminino. Aos 8 anos de idade, ela já escrevia os seus primeiros versos. Aos 14, formou um grupo de hip-hop e se apresentou no maior festival da América Latina. Aos 23, lançou uma faixa que entrou para os melhores raps de 2014.

Desde lá, ela segue sendo uma das maiores vozes do cenário independente do rap e do MPB. Somente aqui no Palco MP3, ela coleciona mais de 300 mil plays. No YouTube, já são quase 6 mil pessoas inscritas, acompanhando o seu talento.

Assim como os outros nomes da lista, é o que ela acredita que dá vida a canções tão incríveis. Isto é, no seu caso, as suas músicas criticam de modo inteligente o machismo e o racismo vividos.

Confira o que há de melhor no cenário do rap e do hip-hop brasileiro

Ao longo deste conteúdo, falamos sobre hip-hop e brasilidade. Da mesma forma que o rap, o estilo se fortalece na junção com outros ritmos para criar melodias incríveis. Do brega funk ao MPB, todos tem o seu espaço. Para mostrar como isso acontece na prática, trouxemos quatro nomes promissores do cenário independente.

VanMili, Lukaz Walker, Gabrelú e Tamara Franklin. Todos artistas talentosos, que mostram que o hip-hop brasileiro está mais vivo do que nunca.

E aí, o que achou do conteúdo? Quer conhecer outros nomes do nosso cenário? Acesse a nossa playlist e venha conferir outros talentos!