Formada por Ricardo Martins (voz/guitarra)Fábio Korrto (baixo) e Felipe Marques (bateria), o power trio Marsara tem dois anos de estrada. Surgida no Rio de Janeiro, a banda faz um som que busca referências no rock alternativo e no shoegaze – estilo de indie rock britânico bastante popular no início dos anos 90.

Em 2019, o trio lançou seu álbum de estreia. Batizado Silêncio/Ruído, registro traz 11 músicas que lançam um olhar aberto sobre as dualidades da vida e as variações de humor enfrentadas por quem sofre de depressão.

Clique na imagem e baixe Silêncio/Ruído, disco de estreia da banda Marsara

Silêncio/Ruído é um disco denso, mas totalmente compreensível (Divulgação)

Logo na faixa de abertura, a enigmática Nós, o trio aborda a questão da falta de empatia bastante comum nos dias de hoje. Na sequência, a canção Ansiedade Me Abraça Sem Pedir relata um dia na vida de quem sofre de síndrome do pânico. Já em Psique, os caras explicam que fases ruins veem e vão, pois “resta saber que o tempo cura tudo/Me resta saber que tudo um dia volta ao normal”.

Uma análise mais profunda sobre as letras da canções Letargia, A Tempestade e o Oceano e O Que Reverbera em Mim, permite a conclusão de que elas são complementares. Nessa trinca de canções, a banda entrega mensagens de resiliência e de persistência, isto é, apesar dos pesares e dos obstáculos, o momento de superação vai chegar. Seguindo esse mesmo discurso, a faixa Minuano e a Frente Fria Dois Do Calor afirma “que o tempo vai abrir de novo/Certo de que estarei a sorrir”.

Por fim, mas não menos importante: em momento algum o power trio faz apologia ao suicídio ou às autoflagelações. Porém, as audições pouco atenciosas podem geral um interpretação confusa acerca das músicas.

As canções retratam as angústias e anseios diários vividos pelo vocalista e guitarrista Ricardo Martins. Apesar de partirem de situações pessoais, as músicas podem ser encaradas como construções coletivas que abordam uma vivência universal. Ao longo das faixas, a banda se coloca nos sapatos das pessoas que passam por algum problema envolvendo saúde mental.

Marsara aborda saúde mental disco de estreia

Marsara dá lições de empatia em disco de estreia (Foto/Divulgação)

No final das contas, o disco é uma verdadeira lição de empatia e de preocupação para com o próximo. Em tempos de tanta banalidade e tentativas de minimizações acerca de questões tão sérias, Silêncio/Ruído é um álbum que realmente precisa ser ouvido com muita atenção e sensibilidade.