A nova geração do pagode é marcada por muitos artistas talentosos. Foi-se o tempo em que poucos cantores representavam o melhor da música brasileira. Hoje, com serviços acessíveis como o do Palco MP3, junto da internet, ficou muito mais fácil começar uma carreira enquanto artista independente e claro, se destacar.

Pensando nisso, separamos, a seguir, alguns nomes que valem a pena ficar de olho e se inspirar. Confira!

Nomes do pagode da nova geração pra ficar de olho em 2023

Para a construção da nossa lista da nova geração do pagode, trouxemos 10 dos principais nomes do cenário independente. Para isso, buscamos trazer variedade em cantores e estilos. Esperamos que você goste do recorte que fizemos!

Lembrando, também, que a ordem apresentada é apenas para organizar o conteúdo. Não representa nenhum ranking, nem nada do estilo.

1. Lello

O primeiro nome da nossa lista é uma das promessas da nova geração do pagode. Natural de São Paulo, o pagodeiro Lello já tem quase 300 mil visualizações só no YouTube. Isso sem falar que ocupa o 15º lugar no nosso ranking dos cantores de pagode mais ouvidos.

São mais de 25 anos de carreira, com músicas que falam sobre o amor daquele jeitinho mais lindo que só o pagode consegue. Vale a pena conferir!

2. Rodriguinho

Quando falamos dos novos nomes do pagode, o Rodriguinho é, sem sombra de dúvidas, um dos mais lembrados. São mais de 500 mil pessoas acompanhando seu trabalho no YouTube, além de mais de 2 milhões de seguidores no Instagram. Mas não é por menos!

Há mais de 28 anos, o cantor vive de música e toca os seus ouvintes com a coragem de ousar. Em uma época em que muitos artistas tinham receio de tentar coisas novas, ele não só compôs canções inesquecíveis, como misturou instrumentos e ritmos que, até então, haviam sido pouco explorados.

3. Brigadeiro

O primeiro mineirinho da nossa lista, Brigadeiro é cantor e compositor. Se você já ouviu esse nome alguma vez em outro estilo, não está enganado! Antes de ir para o pagode, ele foi uma das principais referências do cenário gospel. Mas, em 2019, com o apoio do seu empresário Tubarão, decidiu mudar de estilo e tentar um novo começo.

Lado a lado, os louvores nunca deixaram de fato sua vida, uma vez que seguem influenciando o seu modo de cantar. A música Como Será o Amanhã é um exemplo disso. Tanto por ter sido regravada mostrando a transição de ritmos do artista, como pela parceria com Kevi Jonny.

4. Nino Pastori

Com uma mistura de samba, pagode e pagonejo – vale lembrar que samba e pagode não são a mesma coisaNino Pastori conquista pelo seu talento. Vivendo em São Paulo, o artista brasileiro é mais uma das referências do pagode da nova geração.

Lançada recentemente, a música Escova e Maquiagem é um ótimo exemplo de seu talento. Principalmente, pela homenagem a todas as mulheres, junto a mistura de ritmos que é tão característica do seu trabalho.

5. Pura Atração

Há mais de 10 anos juntos, o grupo Pura Atração começou lá no bairro Barra Funda em São Paulo. De lá para cá, muita coisa aconteceu. Foram mais de 10 músicas lançadas, incluindo autorais e regravações divertidíssimas.

Destaque para a canção Irreversível, que foi lançada no final de 2022 e já é um dos maiores sucessos dos garotos. A canção, que foi composta por Vinicius Luiz e Marquinhos de Moraes, contou com a participação da violinista Karen Machado.

6. Vitinho

E para falar de amor, o Vitinho arrasa. Natural do Rio de Janeiro, o jovem cantor, que já tem mais de 4 milhões de plays só aqui no Palco, foi influenciado pelo seu pai, também cantor de pagode. Destaque para a canção Cansei, cantada com o Sorriso Maroto.

Isso sem falar nas suas composições, que foram gravadas por grandes artistas. Como o próprio Exaltasamba, Pique Novo, Sociedade do Samba, Ferrugem, entre outros.

7. Quinteto S.A.

São mais de 16 anos juntos, sendo uma das referências quando falamos de pagode na Santa Catarina. O Quinteto S.A. é formado por Filipi Luchi, Serginho Brasil, Dodô Dias, Edson Junior e Rapha. Amigos de longa data, eles já fizeram turnê por todo o Brasil, ultrapassando as barreiras geográficas.

Nem mesmo a pandemia foi suficiente para parar os garotos. Em uma época em que muitos desistiram de seus sonhos e perderam tudo, eles se reinventaram e fizeram transmissões ao vivo. Com milhões de espectadores online, levaram amor e alegria em uma época de muita aflição.

8. Matheus Vaz

Pagodeiro, paulista, cantor, multi instrumentista e compositor, Matheus Vaz é o oitavo nome na nossa lista. Aos 9 anos de idade, ele aprendeu a tocar pandeiro e nunca mais parou. Um pouco depois veio o cavaquinho, junto ao amor pela música.

Hoje, anos após, ele se tornou referência na atualidade pela mistura de samba e pagode. Isso sem falar no mix com o rap, reggae, sertanejo e love songs, que fizeram com que ele dividisse o palco com grandes nomes da música.

9. Suel

Além de um dos fundadores do Imaginasamba, Suel foi vocalista do grupo há cerca de 20 anos atrás e continuou por um bom tempo. Natural do Rio de Janeiro, hoje ele segue carreira solo como artista independente. De festas de Natal ao ano novo, não faltaram eventos na sua agenda no final de 2022.

Só no Instagram, ele tem mais de 1 milhão de seguidores. Fora a parceria de sucesso que já fez com os cantores Dilsinho, Ferrugem e Tierry.

10. Flávio Britto

O último nome da nossa lista dos cantores da nova geração do pagode é Flávio Britto. Assumidamente um cantor romântico, ele é um dos principais nomes do estilo em Aracajú, Sergipe. Somente no YouTube, são mais de 24 mil visualizações.

Baixe o aplicativo do Palco MP3 e conheça os nomes do pagode da nova geração!

Ao longo do conteúdo, apresentamos os 10 principais nomes da nova geração do pagode, com foco nos artistas independentes. Esperamos que você tenha gostado do recorte que fizemos.

Antes de sair, queremos fazer um convite. Baixe o aplicativo do Palco MP3 e acesse a nossa playlist com o melhor do pagode para 2023. Vale a pena!