A música brasileira popular ficou de luto, na tarde última segunda-feira (27). Naquele triste dia, todos nós ficamos órfãos do do cantor Gabriel Diniz. O já saudoso artista foi vítima fatal de um acidente aéreo na região pantaneira de Estância, cidade situada no litoral Sul de Sergipe.

Gabriel Diniz e seu sorriso encantador

O sorriso largo e os olhos apertados estarão para sempre em nossas memórias (Divulgação)

Neste post, o Blog Palco MP3 vai celebrar e relembrar a trajetória de um dos grandes fenômenos da história recente da cultura brasileira. Trata-se de uma singela homenagem à memória de um artista que transformou seu talento em alegria, diversão e obras que não podem ser esquecidas.

O começo

Sob a beleza da primavera de 1990, mais precisamente no dia 18 de outubro daquele ano, o lar de uma família humilde de Campo Grande (MS) foi agraciado com a chegada de um menino chamado José Gabriel de Souza Diniz. Durante sua adolescência, o rapaz e seus familiares trocaram o agradável clima campestre sul-mato-grossense pelas belezas da cidade de João Pessoa (PB).

Gabriel Diniz viveu a infância em Campo Grande

O pequeno Gabriel Diniz (Foto/Reprodução)

Na capital paraibana, ele formou a Banda de Garagem e conseguiu relativo sucesso entre o público jovem. Pouco tempo depois, e já usando o nome artístico Gabriel Diniz, ele foi vocalista das bandas Capim Com MelCavaleiros do Forró

… e também da Forró na Farra, seu projeto inicial de maior notoriedade. No começo de tudo, inclusive, Gabriel cursava faculdade de engenharia elétrica e dividia seu tempo entre os estudos e a carreira artística.

Também chamado GD, o artista ainda tinha o apelido de O Rei da Ousadia. Logo no começo de sua carreira, o cantor dava indícios de que o seu som tinha a intenção de fundir o forró romântico com música sertaneja. Sendo assim, além de não se esquecer de suas raízes fincadas na capital do sertanejo, a sua música levantava a bandeira da cultura do Nordeste – o povo que o acolheu tão bem.

A carreira solo

Depois de brilhar em bandas de forró, Gabriel Diniz decidiu abraçar a carreira solo. Por volta de 2012, ele entendeu que era tempo de renovar e controlar as rédeas do próprio trabalho. Em algum momento de 2014, GD era uma das grandes sensações da música independente. Na postagem abaixo, por exemplo, ele enalteceu sua parceria sempre fiel com o Palco MP3.

 gabriel Diniz sempre foi parceiro do Palco MP3

Clique na imagem e veja o post original do GD

No ano seguinte, embalado pelos sucessos Tivesse Vindo Ontem, Dose Dobrada e Magrinho Delicioso, GD faturou o Prêmio Palco MP3, na categoria Artista Mais Acessado. Ele deixou pra trás nomes como Maiara e Maraisa, Marília Mendonça e Hungria Hip Hop.

Ao longo de seus quase sete anos de carreira solo, O Rei da Ousadia lançou alguns singles, parcerias e vários discos promocionais. Um de seus primeiros sucessos grandiosos foi a faixa Amor de Copo, de 2014.

Incansável e bastante produtivo, também lançou os EPs Triologia (2016)Gabriel Diniz (2017)Ao Vivo no Villa Mix SP (2017); os álbuns de estúdio GD Verão (2016)GD (2017) e À Vontade (2019); e os trabalhos ao vivo GD at the Park (2016)GD Live (2016)Gabriel Diniz Na Ilha (2018).

Gabriel Diniz sempre lançou discos promocionais

GD lançou muitos CDs promocionais (Clique na imagem para baixar as músicas)

No início de 2019, o artista lançou o seu maior sucesso, Jenifer. Junto com O Rei da Ousadia, o Brasil inteiro cantou e se divertiu com a história da tal menina do Tinder. No auge da carreira, Gabriel Diniz chegou a fazer vários shows no exterior e tinha uma das agendas mais concorridas do showbiz brasileiro.

O clipe de Jenifer fez de Gabriel Diniz um astro da música

Jenifer lançou GD ao estrelato internacional (Divulgação)

Seguindo suas inexplicáveis, inquestionáveis e implacáveis regras, o destino abreviou a trajetória de um artista que vivia seu momento de maior ascensão. O cantinho mais feliz de nossas mentes e corações vai guardar, para sempre, o trabalho de um cantor talentoso, inteligente, irreverente, carismático e dono de voz potente. Pegando carona na letra de uma canção de um dos grandes amigos de GD, o igualmente inesquecível Cristiano Araújo, nós dizemos que “o que temos pra hoje é saudade”…