A dupla Mariana & Mateus gravou, em fevereiro de 2018, um novo disco de músicas inéditas. Batizado “Nosso Mundo”, o projeto também ganhou imagens captadas na “Fazenda Cachoeira 2C”, em Sertanópolis, interior do Paraná. A produção musical e os arranjos do trabalho são assinados por Mateus, o “segundeiro” na dupla. Por sua vez, a direção de vídeo ficou nas mãos de Jacques Jr., que soube sabiamente montou um cenário aconchegante e cheio de gente bonita.

Dividido em dois EPS, cada um com quatro faixas, o material foi lançado entre o final de abril e começo de maio. A 1ª parte do álbum começa com “Chá de Esquecimento”, uma animada música sobre a não superação do fim de um relacionamento. A letra é gostosa e, guardada as devidas proporções, não deixa de remeter à obra de Cazuza. Os versos “Aquele tropeção na quina da saudade nem doeu” e “Alguém que arrepia até o pensamento”, por exemplo, caberiam na poesia do saudoso “Exagerado”. Por sua vez, o arranjo é equilibrado e aguça o ouvinte a ouvir o restante do trabalho.

(Imagem/Divulgação)

Na música “100% Apaixonadinho”, o ouvinte consegue perceber o domínio vocal de Mariana. Completamente à vontade, ela abre mão de suas interpretações na linha “arrasa quarteirão” e tira de letra a missão de cantar nas regiões mais baixas da escala musical. Já na música “Que Atire o Primeiro Copo”, a faixa que encerra o EP, a dupla apresenta seu flerte com o sertanejo moderno. Usando elementos do funk, do pop e do arroxa, Mariana & Matheus deixam claro que respeitam as origens sertanejas, mas sabem viver no presente.

Presença de palco da dupla é cativante (Foto/Divulgação)

Para começar a 2ª parte de “seu mundo”, a dupla escolheu “Controle Remoto”, uma música intensa, romântica e dramática! O ponto chave da canção é o caminho que o arranjo segue no momento do refrão! Escolhida a dedo, a combinação de acordes causa uma adrenalina similar ao impacto que sentimos no refrão de “Medo Bobo”, hit de Maiara e Maraisa. Na sequência, a dupla ataca com o positivismo das faixas “Deixa o Amor Fluir” e “A Gente Vira um Família”, duas canções que se completam e injetam doses de otimismos necessários em quaisquer ouvidos.

(Imagem/Divulgação)

Com a singela faixa título, a dupla encerra o disco. Em “Nosso Mundo”, a dupla dá uma ótima receita sobre relacionamento e deixa claro que sertanejo não é, necessariamente, um estilo de música voltado às tragédias emocionais ou pegação desvairada. O “mundo” musicalmente retratado por Mariana e Mateus é ideal pra eles, pra nós e pra você!

Por fim, mas não menos importante: A dupla afinada, entrosada, carismática e atenta. Ao longo do disco, o ouvinte é presenteado com ótimas conexões de timbres de vozes, arranjos bem planejados e com a execução de uma banda pra lá de azeitada! Com tanto talento reunido, ótimas referências na mente e um ótimo repertório na manga, os irmãos Mariana e Mateus são dignos representantes do que há de melhor na novíssima música brasileira.