Parte fundamental da cultura hip hop, o rap está por desde a década de 1970. No Brasil, porém, o rolê só chegou pra valer em meados dos anos 80, continua até hoje e só parece melhorar. Muitos manos e minas formaram o bonde com o Palco MP3 em 2019. O resultado, como você pode imaginar, foram singles e EPs cheios de rimas memoráveis.

Laura Sette – Tandera

Laura Sette (Divulgação)

Minas Gerais tem uma das cenas mais prolíficas do rap brasileiro. Um desses tesouros musicais é a rapper Laura Sette, natural de Belo Horizonte.

Com sua voz emblemática e versátil, essa mulher cheia de atitude lançou vários singles em 2019. Em Professora Não Explana, por exemplo, Laura aposta numa onda mais funkeira.

Yan Cloud – CHATO

Yan Cloud (Divulgação)

O cantor baiano, Yan Cloud está na caminhada desde 2015. De lá pra cá, não parou mais de lançar singles colaborativos e solos, conquistando aos poucos seu espaço na música de Salvador.

Em suas músicas, Cloud aborda questões sociais e de cunho raciais. Ele busca trabalhar a elevação da autoestima e “valorização do relacionamento afrocentrado”, através de misturas de ritmos como rap, trap e o funk, fazendo o seu estilo de música pop. Ouça o hit CHATO.

Slain Rúbia – Dandara

A carioca Slain Rúbia é uma exemplo de atitude, consciência e iniciativa. “Mulher negra na cena do rap. {…} Essa é a minha forma de conversar com o mundo, essa música é um presente para vocês e para mim. Seguimos na luta, resistir para existir! Pelos meus, pelos nossos”.

Slain (Divulgação)

Essa personalidade artística emblemática, você pode observar no disco Dandara. Preciso dizer algo mais? Dê o play e confira o que Slain tem pra dizer.