Depois de 16 anos advogando em favor da novíssima música brasileira, o Palco MP3 também passou a porta de entrada para que artistas gringos estabeleçam conexões com o público brasileiro. Modéstia à parte, estamos falando de um serviço que divulga mais de 116 mil artistas, ultrapassa a marca de 1 milhão de músicas publicadas e já soma mais de 8 bilhões de plays. Além de não mentir, a frieza dos números ilustra o sucesso dos trabalhos que o Palco realiza em nome da divulgação de música livre.

Leia também: Do Japão para o mundo: MIC é exemplo de como fazer música sem fronteiras

Se você gosta de ter novas experiências sonoras, saiba que está no post mais indicado para seus ouvidos! Ao longo das próximas linhas, nós vamos te apresentar os artistas portugueses que decidiram atravessar o Atlântico e “formaram o bonde” com a maior plataforma de divulgação musical do lado de cá da Linha do Equador. Ah, e sem querer dar spoiler, mas já dando, tem rock, pop, hip-hop e muito mais!

Curtiu a ideia? Então, prepare seus fones de ouvido e continue com a gente nesta viagem musical.

Joana Rosa – Pop em estado de graça

Pop contemporâneo de Joana Rosa agrada públicos de toda sas idades

Joana Rosa faz um pop irresistível (Divulgação)

Natural do distrito de Leiria, Joana Rosa tem aproximadamente oito anos de carreira. Entre uma experiência e outra, ela deu voz a diversos grupos e bandas de seu distrito natal, além de participar de um projeto de jazz na cidade de Coimbra.

A sua sonoridade passa essencialmente pelo pop, R&B e soul, inspirando-se em artistas do calibre de Jojo, Ariana Grande, Selena Gomez, entre outros. O timbre de voz de Joana é leve, doce e cai como um bálsamo nos ouvidos. Por sua vez, as letras são reflexivas e dialogam com situações que podem fazer parte do cotidiano de qualquer um. De maneira geral, ela faz um trabalho indicado para ouvir em qualquer ocasião!

Rúdi Sousa – Romântico e descolado

Rúdi Sousa, sensação do pop romântico português

Rúdi Sousa canta o amor (Divulgação)

Conterrâneo de Joana Rosa, Rúdi Sousa se interessou pela pela música no ano de 2010. Em 2016, decidiu começar uma carreira artística, lançando o single És Tudo p’ra mim.

O som de Rúdi tem uma pegada mais acústica, mas com a inconfundível batida pop. A musicalidade dele acerta pela falta de exageros, ou seja, as canções e milimetricamente estruturadas para não soarem de forma repetitiva ou piegas.

GNTK – Alter ego talentoso

GNTK, hip hop português

GNTK, alter ego em forma de música (Divulgação)

A dupla GNTK é o alter ego Diogo Fernandes (Menasso) e João Correia (Johnny). Esses produtores estão na ativa desde 2016, sempre com objetivo de dar vida a um projeto energético e interativo.

No que diz respeito à sonoridade, o duo passeia por hip hop, R&B e pop. As letras letras podem ser românticas, mas não deixam de lado a pegada reflexiva.

Greenleather – Rock pra quem gosta de rock

Greenleather é uma banda de rock portuguesa

Greenleather é rock português, mas cantado em inglês (Divulgação)

Formada por André Rosa (guitarra), Rafael Enguiça (guitarra)Francisco Ferreira (bateria), Sérgio Seco (baixo) e Daniel Braga (vocal), a banda Greenleather surgiu nos arredores de Lisboa. Fortemente influenciado por gigantes do rock, o quinteto é bastante atuante na cena local.

Também chamados “os cinco crocodilos”, os caras apostam guitarras vigorosas e nas batidas pulsantes. Cantadas em inglês, as letras das músicas não escapam dos temas pessoais e sentimentais comuns em trabalhos de bandas como Pearl Jam, Guns N’ Roses e Led Zeppelin.

Dianna Sousa – Representatividade feminina no rap

Dianna Sousa é uma rapper portuguesa

Dianna Sousa tem mais de 10 anos de carreira (Divulgação)

Natural de Lisboa, a rapper Dianna Sousa tem 25 anos de idade e começou a escrever suas letras ainda na adolescência. Por volta de 2009, ela começou a publicar videos de músicas autorais e de covers no YouTube.

Em março de 2019, Dianna lançou seu trabalho autoral de estreia. Batizado Qu4TRO, o EP mostra a habilidade que a artista tem de derramar suas rimas de forma intensa e convincente.

Abaixo, um clipe lançado em 2017:

André Polenha – O agitador cultural

Do Poster vem da Angola para conquistar o mundo

Talento que vem da Angola (Divulgação)

Angolano de berço, mas radicado em Portugal, André Polenha atende pelo nome artístico Do Poster. Ele é cantor, compositor, dançarino e produtor. Além da arte, o cara atua como voluntário em projetos culturais, sociais e ambientais.

Bastante ligado em kuduro, o artista chegou a fazer parte da banda The Shine. Depois de quatro anos, em 2015, Do Poster levantou o voo da carreira solo e segue apostando em estilos dançantes, como afrobeat, zouk e pop. Bastante apreciado em vários pontos da Europa e da Africa, esse agitador cultural está pronto para conquistar as pistas de danças das Américas.

A seguir, um clipe lançado em 2018:

Se chegou até aqui, amigo leitor, é sinal de que você já começou a se familiarizar com a internacionalização do Palco MP3. Saiba que antes de tudo e acima de qualquer coisa, a razão de nossa existência continua sendo a missão de levar o melhor da música aos seus ouvidos. Continue com a gente, pois muita coisa boa está a caminho! Ah, e não se esqueça de compartilhar o link deste post por aí. Com sua ajuda, conseguimos divulgar esses talentos com muito mais força 🎶