Natural de Goiânia, a capital do sertanejo, a dupla Douglas & Henrique acaba de lançar o EP “Céu Aberto”. Com quatro músicas, a obra é o típico caso em que “menos é mais”, ou seja, as canções estão na medida certa e em nada pecam pelo exagero.

EP enobrece o cenário da novíssima música brasileira (Imagem/Divulgação)

Emoldurada por uma atmosfera intensa, a música “Relaxadinha” abre o EP. Apesar de fazer jus ao título de um típico hit do “sertanejo universitário”, a canção surpreende do início ao fim. Com certo ar hipnótico, a faixa tem um climão contagiante, do tipo que realmente prende a atenção do ouvinte. Consequentemente, a letra acha um caminho mais fácil para despertar a necessidade de mais audições.

Candidata a single,  “300%” mantém a boa impressão causada pela faixa de abertura. Apesar de ter todo um aparato eletrônico, incluindo uma brilhante introdução à la RPM, a canção tem uma batida de violão perfeita para agitar um luau ou para o momento acústico de um show. E o que pode ser melhor do que uma música acessível? Só uma música acessível e versátil. Encerrando o EP com chaves de ouro,  “Carinhosamente” mostra a capacidade de interpretação de Douglas e Henrique. Em tempos mais concretos do que poéticos, a dupla achou o tom certo para soar de maneira lúdica e romântica.

Combinação de vozes da dupla é um louvável diferencial (Foto/Facebook)

Por fim, mas não menos importante: com produção polida e olhar visionário, “Céu Aberto” é uma grata surpresa no cenário atual do sertanejo. Apostando em modalidades diferentes de aplicar batidas eletrônicas e música pop em seu som, a dupla conseguiu fazer músicas ousadas, diferentes e que soam com muita intensidade.

Além de ótimos intérpretes, Douglas e Henrique são donos de vozes que trabalham muito bem em conjunto. As extensões são diferentes, os timbres são distintos, mas ambas características são complementares. É admirável ouvir uma dupla realmente formada por dois cantores. No final das contas, quem sai ganhando é o público ligado no que há de melhor na novíssima música brasileira.